terça, 30 de novembro de 2021
Lista

Ansiosas sim, mas com humor


Ansiosas sim, mas com humor

A ansiedade é considerada o transtorno mental mais comum em todos os países e em todas as faixas etárias. Segundo pesquisa feita pela USP divulgada em fevereiro de 2021, o Brasil lidera uma lista de 11 países com mais casos de depressão e ansiedade durante a pandemia de Covid-19. Em segundo lugar ficou a Irlanda, e em terceiro os Estados Unidos.

A razão é que a pandemia tem sido um evento traumático, marcado por situações de indefinição e falta de controle, elementos que provocam aumento exponencial do sentimento de medo e estresse, que nada mais são que gatilhos da ansiedade.

Como o tema é complexo, uma forma de abordá-lo com leveza é pelo viés cômico, daí a seleção formada pela comédia espanhola Toc Toc, pelas produções nacionais Depois a Louca Sou Eu e TOC – Transtornada Obsessiva Compulsiva, e pelo episódio 3 da série documental da Netflix Explicando a Mente.


Comédia
Toc Toc

Toc Toc

Toc Toc é uma produção espanhola de 2017, escrita e dirigida por Vicente Villanueva, que adapta a peça do francês Laurent Baffie, que estreou em Paris em 2005. Fez tanto sucesso que teve diversas montagens, uma inclusive aqui no Brasil, que ficou seis anos em cartaz em diversas temporadas no circuito Rio-São Paulo. O filme não escapa do formato teatral, pois a ação se dá quase toda em um único cenário: a sala de espera do consultório do dr. Palomero. Ali chegam seis pessoas que descobrem estar marcadas no mesmo horário, 16h30, só que o doutor não aparece e mesmo assim todos decidem esperar porque conseguir marcar consulta é praticamente impossível.

Enquanto a assistente tenta identificar a pane no computador que provocou o erro do agendamento e localizar o médico para ver quando ele chega, os seis estranhos começam a conversar e descobrem sofrer do mesmo mal, TOC. Aqui vale uma explicação. O Transtorno Obsessivo-Compulsivo se caracteriza por pensamentos obsessivos e atos compulsivos recorrentes. A grosso modo, funciona assim: a obsessão é o pensamento negativo que se impõe na mente, e a compulsão é o ato, a mania que a pessoa cria para neutralizar o pensamento ruim.

Toc Toc

A sacada do roteiro de Toc Toc é usar os personagens para traçar um painel de obsessões e elencar os temas mais comuns relacionados a pensamentos e comportamentos compulsivos. Repare que os nomes indicam cada síndrome. Emilio (Paco León) não consegue parar de contar e fazer contas; Blanca (Alexandra Jiménez, Gente que Vai e Volta) tem medo de contaminação e compulsão por limpeza; Ana María (Rossy de Palma, O Outro Pai) tem toque de verificação e faz o sinal da cruz para barrar pensamentos violentos; Otto (Adrian Lastra) é obcecado por simetria e não consegue pisar em listas; Lili (Nuria Herrero) repete frases, palavras e sílabas; e Federico (Oscar Martínez, Viver Duas Vezes) fala obscenidades e xingamentos descontroladamente.

Como bom exemplar do cinema espanhol, e quem é fã de Pedro Almodóvar sabe bem, as cores são fortes, os diálogos são entusiasmados e o humor é sagaz. Tudo é exagerado, porque a ideia é o olhar de lupa, caricato mesmo. Não há, contudo, escárnio da doença, apenas uma abordagem que suaviza o transtorno, provoca empatia e entretém o público. A virada da história é que a demora do dr. Palomero é tanta que decidem organizar eles mesmos uma terapia em grupo. Nesse esforço coletivo está a chave, ou talvez uma janela para escapar do círculo vicioso. O diretor Villanueva mantém o humor em alta e guarda uma revelação da identidade do médico para o final.




Trailer

Ficha Técnica

Título: Toc Toc
Direção: Vicente Villanueva
Duração: 90 minutos

País de Produção/Ano: Espanha, 2017
Elenco: Alexandra Jiménez, Paco León, Oscar Martínez, Rossy de Palma, Nuria Herrero, Inma Cuevas, Adrián Lastra
Distribuição: Netflix


Assista Agora!
Netflix

Comédia Dramática
Depois a Louca Sou Eu

Depois a Louca Sou Eu

Desde a infância, Dani (Débora Falabella, O Beijo no Asfalto) lida com todo tipo de crise de ansiedade. Já adulta, recorre a terapias e medicações para conviver não só com Sílvia (Yara de Novaes), sua mãe superprotetora, mas todos que a cercam.

Baseado no livro de mesmo nome escrito por Tati Bernardi, Depois a Louca Sou Eu é dirigido por Julia Rezende. 

Confira a seguir nosso papo descontraído com a protagonista, Débora Falabella. 




Trailer

Ficha Técnica

Título: Depois a Louca Sou Eu
Direção: Julia Rezende
Duração: 86 minutos

País de Produção/Ano: Brasil, 2019
Elenco: Débora Falabella, Yara de Novaes, Gustavo Vaz, Cristina Pereira, Cássio Pandolfi, Elizângela, Romulo Arantes Neto
Distribuição: Paris Filmes


Assista Agora!
Amazon Prime Vídeo iTunes NET NOW Google Play Youtube Vivo Play

Comédia
TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva

TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva

A primeira protagonista de Tatá Werneck no cinema causou estranheza em quem a conhece pelo humor escrachado que faz na TV. É uma Tatá mais comedida que se vê em TOC – Transtornada Obsessiva Compulsiva, de Paulinho Caruso e Teodoro Poppovic. Ela é Kika, uma atriz famosa em crise existencial, que tem de lidar com um fã que a persegue (Luis Lobianco), o namorado que só pensa em sexo (Bruno Gagliasso, Loop), e uma agente ambiciosa  (Vera Holtz).

Como se não bastasse, Kika sofre de TOC – pisar nas listas da calçada, nem pensar. A trama pende para a comédia romântica quando conhece o atendente de uma livraria (Daniel Furlan) que lhe mostra uma perspectiva diferente da vida. Tatá tem carisma e cercou-se de coadjuvantes experientes que fazem diferença, sem falar das participações especiais de Ingrid Guimarães e de Mário Gomes, galã dos anos 80 que havia tempo não aparecia nas telas.




Trailer

Ficha Técnica

Título: TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva
Direção: Paulinho Caruso, Teodoro Poppovic
Duração: 105 minutos

País de Produção/Ano: Brasil, 2017
Elenco: Tatá Werneck, Vera Holtz, Bruno Gagliasso, Daniel Furlan, Luis Lobianco, Mário Gomes, Laura Neiva, Ingrid Guimarães
Distribuição: Downtown Filmes


Assista Agora!
NET NOW Telecine Play Vivo Play

Documentário
Explicando - A Mente/The Mind, Explained

Explicando - A Mente/The Mind, Explained

A série Explicando a Mente é um complemento aos filmes. Com um olhar científico e documental, faz um mergulho didático pelo complexo e misterioso universo da mente humana. Reparem que o humor também domina na abordagem e a atriz Emma Stone (Cruella) assume como narradora.

Os capítulos têm apenas 20 minutos, usam grafismos, entrevistas com especialistas e relatos de pacientes. O episódio Ansiedade é o terceiro, e explora as diversas faces da ansiedade, entre elas o TOC. Os outros também valem a pena: Memória, Sonhos, Meditação e Psicodélicos.




Trailer

Ficha Técnica

Título: Explicando - A Mente/The Mind, Explained
Direção: Vários
Duração: 20 minutos

País de Produção/Ano: EUA, 2019
Elenco: Emma Stone, (narração)
Distribuição: Netflix


Assista Agora!
Netflix

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!