quinta, 13 de junho de 2024
Lista

Cinema gourmet de abrir e tirar o apetite


Cinema gourmet de abrir e tirar o apetite

Deveriam oficializar o gênero cinema gourmet, porque não é de hoje que a sétima arte e a arte culinária são colaboradoras frequentes. Já está disponível na Star+ O Menu, com pratos exclusivos servidos para poucos pelo chef interpretado com inspiração por Ralph Fiennes. Suspense com humor ácido e doses de horror, a produção norte-americana espezinha os ricos ao confrontar um nefasto ás da cozinha com a garota de programa cheia de personalidade vivida por Anya Taylor-Joy. Para completar o banquete, OQVER adiciona duas atrações de sabores diversos, também em streaming: o dinamarquês Sabor do Desejo e o britânico O Chef.

No primeiro, o astro Nikolaj Coster-Waldau é o chef obcecado por conquistar uma estrela Michelin para seu conceitual Malus, em Copenhague. Dividida em capítulos como doce, salgado e gorduroso, a trama arma um painel do poder agregador e desagregador da comida nas relações. Já o protagonista de O Chef está em ponto de ebulição. Em plano-sequência, a câmera segue o personagem de Stephen Graham durante uma caótica noite em seu lotado restaurante. Paternidade, vício e racismo estão no cardápio. Confira a seguir a Lista especial com críticas da trinca e os atalhos para as plataformas de streaming.


Suspense Horror
O Menu/The Menu

O Menu/The Menu

A garota de programa Margot não dá a mínima quando descobre que o nome de outra mulher estava na lista como acompanhante de Tyler em um exclusivo evento gastronômico. Interpretada pela sensação da nova geração, Anya Taylor-Joy (série O Gambito da Rainha), a jovem de gigantescos e expressivos olhos será nosso filtro na imprevisível experiência que é O Menu. Tyler (Nicholas Hoult) é nerd culinário e fã número 1 de Julian Slowik (Ralph Fiennes), o chef à frente do luxuoso Hawthorne.

A dupla e outros incautos embarcam no iate que os leva até a instalação em uma ilha remota. A natureza local provê todos os ingredientes das obras de arte prometidas pelo esquisito Slowik. No salão envidraçado – a direção de arte é um primor –, seis mesas estão posicionadas para receber uma fauna humana singular. Próximo à entrada temos um casal idoso e entediado, cujo marido parece ter alguma relação com Margot. Ao centro está uma arrogante crítica gastronômica e seu submisso editor. Do outro lado vemos um ator decadente e sua assistente, e na mesa vizinha há uma trinca de executivos metidos. Com o cabelo desgrenhado, uma senhora tem uma mesa só para ela.

O Menu/The Menu

De onde estão, todos enxergam o piso elevado que abriga o centro de operações de Slowik e sua devotada equipe. No altar modernoso, a elaboração dos pratos é um ritual espiritual. Com um estridente bater de palmas, o chef anuncia uma nova delícia. A essa altura, do lado de cá da tela já está claro que Slowik tem um plano nefasto para os clientes escolhidos a dedo. O problema é que Margot é presença inesperada e ele não sabe bem o que fazer com aquela figura enigmática que desdenha de sua cozinha.

O cardápio de O Menu é ácido e tem doses nada harmoniosas de humor e violência. Diretor de séries como Game of ThronesEntourage e Sucession, Mark Mylod mantém o suspense até o apoteótico final. Falta à receita, porém, originalidade temática. O filme chega na esteira da premiada série The White Lotus e do ainda inédito por aqui Triângulo da Tristeza, vencedor da Palma de Ouro em Cannes. O must do momento é criticar os “riquíssimos”. Não que falte alvos para acertar, mas aqui são todos óbvios e caricatos. Salvam-se Margot e Slowik, esses sim seres multifacetados que pagam alto preço para pertencer à elite. 




Trailer

Ficha Técnica

Título: O Menu/The Menu
Direção: Mark Mylod
Duração: 107 minutos

País de Produção/Ano: EUA, 2022
Elenco: Ralph Fiennes, Anya Taylor-Joy, Nicholas Hoult, Janet McTeer, John Jeguizamo, Hong Chau
Distribuição: 20th Century Studios


Assista Agora!
Star Plus

Drama
O Chef/Boiling Point

O Chef/Boiling Point

Os passos são acelerados e a respiração, ofegante. Andy fala ao celular para alguém que cobra sua presença. Pelo caminho, ele também deixa um pedido de desculpas na caixa de mensagem de Kelly, que descobrimos ser a ex-mulher. Andy é O Chef, e pelos próximos 90 minutos uma câmera que não desliga segue esse homem durante uma caótica noite no restaurante em que apostou suas últimas fichas.

O semblante retesado de Stephen Graham (O Irlandês) serve à perfeição a essa jornada gourmet em que a vida e a arte culinária estão em simbiose. Ao redor do frenético preparo de pratos sofisticados circulam Andy e a horda de funcionários, cujo ritmo é empacado pela gerente que pedala para manejar os excêntricos clientes que lotam as mesas.

O Chef/Boiling Point

O inspetor de higiene que rebaixa a nota da equipe, o cliente racista que destrata a garçonete, o jovem confeiteiro que se automutila, uma mesa de influencers que “se acham”, um jantar de pedido de casamento, a moça alérgica a nozes, o almejado aumento da sub-chef, a reserva inesperada do antigo patrão. Ingredientes entram sem aviso no caldeirão pessoal de Andy, que, como indica o título original, Boiling Point, está em ponto de ebulição.

Nos intercalados telefonemas ao filho, vê-se que é um pai amoroso que se penitencia por não dar conta dos compromissos domésticos. Fica claro que não é água o líquido da garrafinha plástica da qual ele não desgruda. Seu ânimo oscila também com a equipe, mas essa não é uma hell’s kitchen. É, sim, um microcosmo diverso e bem delineado por um diretor (Philip Barantini) que sabe a hora certa de desfocar de seu protagonista para seguir coadjuvantes com sabores próprios. Indicado ao Bafta, o Oscar britânico, O Chefe é um pequeno grande filme.




Trailer

Ficha Técnica

Título: O Chef/Boiling Point
Direção: Philip Barantini
Duração: 92 minutos

País de Produção/Ano: Reino Unido, 2021
Elenco: Stephen Graham, Vinette Robinson, Alice Feetham, Ray Panthaki, Hannah Walters, Jason Flemyng
Distribuição: Synapse Distribution


Assista Agora!
Claro TV iTunes Amazon Prime Vídeo Youtube Vivo Play

Drama Romance
Sabor do Desejo/Smagen af sult

Sabor do Desejo/Smagen af sult

No mundo da gastronomia, a estrela Michelin é o certificado de qualidade mais cobiçado pelos restauranteurs, palavra em francês que significa “aquele que é proprietário e gerencia um ou mais restaurantes”. Conferida pelo centenário guia turístico, a estrela Michelin tem três graduações: uma estrela para requintado, duas para excelente e três para excepcional. Em 2021, a pandemia não permitiu atualizações no Brasil, mas a edição 2020 incluía 14 restaurantes nacionais, entre eles o badalado D.O.M, do chef paulistano Alex Atala, que recebeu duas estrelas. Para o chef Carsten, protagonista de Sabor do Desejo, conquistar uma estrela Michelin é uma obsessão.

Disponível nas principais plataformas de streaming, a produção dinamarquesa conta com o talento do astro Nikolaj Coster-Waldau, o guerreiro Jaime Lannister da série Game of Thrones. A trama abre com Carsten no preparo ritualístico de uma iguaria, observado pela esposa, Maggie (Katrine Greis-Rosenthal, Um Homem de Sorte). Ela experimenta, se delicia, mas faz ajustes na apresentação do prato e sugere uma iluminação especial para o salão. É uma dupla em sintonia, mas uma carta anônima com os dizeres “sua mulher ama outro” indica que há boi nessa linha. O enredo vai e vem no tempo para percorrer os dez anos da relação, e mostrar o que o casal estava disposto a sacrificar para tornar o conceitual restaurante Malus uma sensação dentro e fora de Copenhague.

Sabor do Desejo/Smagen af sult

Não é de hoje que a gastronomia inspira a sétima arte. Melhor ainda quando à boa mesa somam-se história envolvente e elenco carismático. O farto cardápio inclui desde o ratinho da animação Ratatouille, passando pelo chef destemperado feito por Bradley Cooper em Pegando Fogo, até o clássico e oscarizado filme dinamarquês A Festa de Babette. Dirigido por Christoffer Boe, Sabor do Desejo pode não ter cacife para estatueta dourada, mas tem grife: o corroteirista Tobias Lindholm, parceiro do cineasta Thomas Vinterberg nos estupendos A Caça, indicado ao Oscar de filme internacional, e Druk – Mais uma Rodada, vencedor na mesma categoria.

A narrativa se divide em capítulos temáticos – doce, salgado, azedo, gorduroso, morno. Os protagonistas vivenciam situações tão corriqueiras quanto esdrúxulas, mas que, reunidas, formam um instigante painel do poder agregador e desagregador da comida nas relações. Alguns momentos especiais: a reunião do chef com a equipe após um erro cometido com um ingrediente; o telefonema de Maggie para o amante e o sumiço do filho caçula na floresta; e a conversa entre pai e filha na cozinha. É na revelação do autor da carta “bomba”, porém, que Sabor do Desejo mostra que é ainda mais profundo do que parecia.




Trailer

Ficha Técnica

Título: Sabor do Desejo/Smagen af sult
Direção: Christoffer Boe
Duração: 104 minutos

País de Produção/Ano: Dinamarca, 2021
Elenco: Nikolaj Coster-Waldau, Katrine Greis-Rosenthal, Flora Augusta, August Vinkel, Nicolas Bro, Charlie Gustafsson, Ramus Hammerich
Distribuição: Synapse Distribution


Assista Agora!
Claro TV Amazon Prime Vídeo iTunes Youtube Google Play Vivo Play

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!