sábado, 12 de junho de 2021
Streaming Drama Romance

Buscando um Velho Amor


Buscando um Velho Amor
Assista Agora!
Globoplay Amazon Prime Vídeo

A australiana Toni Collette (série Inacreditável) é uma daquelas raras atrizes que conquistaram o respeito e a unanimidade da crítica, sinal de qualidade dos filmes ou séries em que atua. Em Buscando um Velho Amor, ela e Thomas Haden Church (Compramos um Zoológico), este no registro exato da (auto)ironia, brilham como Ellie e Charlie, protagonistas de uma produção tipicamente independente, charmosa e com seu mundo próprio. O roteiro tem traços autobiográficos da coautora Emily Wachtel, e o filme foi rodado em Seattle, a famosa cidade berço do grunge e de bandas como Nirvana, Pearl Jam e Soundgarden.

Ellie Klug é jornalista da revista Stax, escreve sobre rock alternativo e aproveita para combinar a obrigação de assistir a shows e namorar jovens músicos ou, simplesmente, jovens. Livre, dona de si e de seus amores e humores, ela começa o filme contando que, há dez anos, Matthew Smith, o músico genial idolatrado por muitos, seu namorado, sumiu sem deixar rastros. Agora, o editor-chefe da Stax, Giles (o adorável Oliver Platt, Tempo de Matar), depois de receber uma pista de que Smith estaria vivo, quer que Ellie descubra o seu paradeiro e escreva uma matéria sobre ele. De capa, para ser muito lida e garantir a continuidade da versão impressa da revista. Giles tem pressa e ameaça Ellie de demissão se ela não agilizar.

Buscando um Velho Amor

Mesmo assim, ela adia o trabalho, namora mais um jovem músico, o talentoso, terno e bonitão Lucas (Ryan Eggold, Infiltrado na Klan), até enfim cair na estrada em busca de Smith. Com ela, vai Charlie, um ex-namorado eventual do passado que ficou milionário com tecnologia e, depois de um curso de férias, decidiu ser documentarista. A dupla não tem nada em comum. Charlie inclusive sai com essa: “Não é que eu não goste de música, é que eu tenho dificuldade de encontrar um estilo que não me aborreça”. Mas ele acompanha Ellie em sua reportagem investigativa, com a promessa de transformar os bastidores em seu primeiro filme.  

Entre a vida aleatória de Ellie e os amores dela e de Charlie, o roteiro inconsistente e seu flerte impreciso com vários gêneros dá trabalho à diretora Megan Griffiths (Eden). Mesmo assim, há algo de inspirador na jornada de Ellie, na sua despedida do passado, vários deles, para se reencontrar consigo mesma e se abrir para o presente. Ainda mais com a ótima trilha sonora ninando a história e a bela fotografia que matiza os tons quentes dos interiores, inclusive de bares famosos da cena grunge, com o cinza ensolarado das estradas e paisagens próximas de Seattle, e até uma cachoeira também filmada por David Lynch em Twin Peaks.

Buscando um Velho Amor

Há três curiosidades próximas do final de Buscando um Velho Amor. A dedicatória que a veterana atriz Joanne Woodward, produtora do filme, faz a seu marido, Paul Newman. O trecho após os créditos. E a terceira, uma boa surpresa. Vale a pena conferir.




Trailer

Ficha Técnica

Título: Buscando um Velho Amor/Lucky Them
Direção: Megan Griffiths
Duração: 97 minutos

País de Produção/Ano: EUA, 2013
Elenco: Toni Collette, Thomas Haden Church, Nina Arianda, Oliver Platt, Ryan Eggold
Distribuição: Amazon

Assista Agora!
Globoplay Amazon Prime Vídeo

Compartilhe!

Fátima Gigliotti

Fátima Gigliotti

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista, editora, professora (não muito), crítica (chatinha) de cinema e audiovisual. Trabalhou no jornal A Folha de São Paulo, na coleção Cinemateca Veja, nas revistas TVA, Ver Vídeo, Set, Querida e Preview.

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!