terça, 30 de novembro de 2021
Série Drama Mistério

Round 6


Round 6
Assista Agora!
Netflix

A Netflix confirmou que a série Round 6, no ar desde o dia 17 de setembro, se tornou a mais visualizada da história da plataforma, com cerca de 130 milhões de acessos. Para quem ainda não se aventurou, eis a trama: na Coreia do Sul atual, 456 pessoas endividadas são selecionadas para participar de um jogo com prêmio milionário, mas sobre o qual nada se sabe. Isolados em uma ilha, monitorados por soldados armados e mascarados, os competidores são alocados em um dormitório único, onde aguardam as chamadas para as partidas, seis no total. Eles descobrem logo que o destino dos perdedores é a morte a sangue frio. Todos os desafios são ambientados em arenas que reproduzem famosos jogos infantis, como Batatinha Frita 1, 2, 3, Cabo de Guerra, Bolinha de Gude e o Jogo da Lula, que inspirou o título original, Squid Game.

Assim que os números de audiência começaram a impressionar até o criador e diretor da série, Hwang Dong-hyuk, a mídia e as redes sociais se encarregaram de alavancar o boca a boca. Mais do que isso. O que se tem visto é uma corrida para lucrar em cima do lucro, com produção de conteúdo que alcance os muitos tentáculos dessa lula gigante que se tornou Round 6. Especialistas em educação financeira dão dicas de como contrair e controlar dívidas. Mestres-cucas ensinam como fazer o adocicado biscoito Dalgona, objeto de um dos jogos, enquanto lojas vendem a rodo o modelo de tênis similar ao do uniforme dos personagens.

Round 6

Não à toa, educadores e psicólogos levantam a bandeira vermelha para barrar o acesso de menores à série, que investe sem pudor em cenas de violência explícita, tortura psicológica, suicídio, sexo e palavrões. Do outro lado, analistas ressaltam seu valor como retrato da disparidade social, de um mundo regido pela ganância e o individualismo. Até o sistema democrático vem à baila. Um dos juízes em cena frisa que todos os participantes são tratados igualmente e que não há espaço para trapaça. “Estamos dando a vocês, pessoas que sofreram tratamento injusto ou discriminação no mundo exterior, a oportunidade de vencer uma competição justa”, diz.

Round 6 suscita o debate sobre temas variados e pertinentes. Compreender a dimensão que a série tomou, no entanto, é um desafio. Porque não há nada realmente original. Franquias cinematográficas como Jogos Mortais, Jogos Vorazes e Escape Room seguem a mesma premissa: incautos confrontados com armadilhas e charadas lutam pela sobrevivência, enquanto são observados por voyeurs sádicos. Se produções como essas fazem sucesso, o que dizer do espectador que fica na mesma posição dos ricaços entediados que, como no caso de Round 6, patrocinam esses realities mórbidos para seu bel-prazer? 

Round 6

A boa sacada aqui é o visual lúdico, resultado de uma direção de arte inspiradíssima que insere os competidores no universo infantil. Os desafios forçam os jogadores a acessar a própria inocência perdida atrás de soluções que lhes permitam sobreviver. Nostalgia sanguinária? É duro suportar a chocante brutalidade de Round 6, mas ao longo dos nove episódios a narrativa se humaniza ao focar em poucos e carismáticos personagens. O protagonista é um viciado em apostas que explora a mãe, deve milhões a agiotas e é um pai negligente, mas que deseja se acertar na vida para remediar seus erros. Também se destacam no jogo um amigo de infância dele, um jovem paquistanês imigrante ilegal, um velhinho doente sem muito a perder, uma refugiada norte-coreana e um gângster. Uma trama paralela que envolve tráfico de órgãos e um policial infiltrado ajuda a movimentar os capítulos.

Ainda assim, não há grandes surpresas no enredo e os espectadores mais ligados encontram easter eggs e pistas que antecipam a revelação final. A crítica social também não é novidade no audiovisual sul-coreano. O premiado Parasita, de Bong Joon Ho, está aí para provar. Da mesma forma, a violência desmedida é marca do cultuado Park Chan-Wook, diretor de Old Boy. A essa altura, a qualidade da série já não está mais em questão. Dados internos da Netflix acessados pela Bloomberg apontam que Round 6 custou cerca de R$ 115 milhões, o equivalente a 2,3% dos ganhos em valor de mercado, que estão perto dos R$ 5 bilhões. Alguma dúvida de que a segunda temporada está nos planos da plataforma?




Trailer

Ficha Técnica

Título: Round 6/Squid Game
Direção: Hwang Dong-hyuk
Duração: 60 minutos

País de Produção/Ano: Coreia do Sul, 2021
Elenco: Lee Jung-jae, Park Hae-soo Greg Chun, Tom Choi, Rama Vallury, Jung Hoyeon, Wi Ha-Joon
Distribuição: Netflix

Assista Agora!
Netflix

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!