quarta, 05 de outubro de 2022
Cinema Drama Suspense

Não Se Preocupe, Querida


Não Se Preocupe, Querida
Garanta seu Ingresso!
Ingresso.com

Bombou nas redes sociais uma cena da première de Não Se Preocupe, Querida no Festival de Veneza, em que Harry Styles teria supostamente cuspido em seu companheiro de elenco, Chris Pine. Era só impressão e o desmentido foi geral. O que não deu para negar foi a ausência da protagonista, Florence Pugh, na coletiva de imprensa. A boataria das desavenças da estrela com a diretora Olivia Wilde se espalharam ainda na época das filmagens, que foram turbulentas.

Não Se Preocupe, Querida

Os fofoqueiros de plantão se esbaldaram com o romance adúltero da cineasta com Styles, que teria sido o estopim do fim do casamento dela com Jason Sudeikis (série Ted Lasso). Mas os problemas começaram às vésperas do primeiro “luz, câmera, ação!”, com a saída repentina de Shia LaBeouf do elenco. A explicação foi por conflitos de agenda. Segundo a revista Variety, porém, Olivia o teria dispensado ao ver o ator fazer jus à fama de difícil. No fim das contas, todo o bafafá serve para alimentar a curiosidade do público, porque se depender da crítica a produção não vai muito longe na bilheteria.

Não Se Preocupe, Querida

O pop star Styles, que já se aventurou pela sétima arte em Dunkirk, ficou justamente com o papel de LaBeouf. Ele é Jack, jovem executivo em ascensão que mora com a esposa, Alice (Florence Pugh, Midsommar), em Victory, uma comunidade planejada especialmente para os funcionários do ultrassecreto Projeto Victory. Tudo remete aos anos 1950, da arquitetura aos figurinos, e principalmente aos moldes "família margarina", com as esposas relegadas às tarefas domésticas e à desinformação. A programação da TV é comandada pelo CEO da empresa, o suspeito Frank (Chris Pine, Mulher-Maravilha). Há algo muito errado nesse ambiente idílico.

Não Se Preocupe, Querida

Suspense não falta, o problema é que a cada revelação o roteiro assinado por Katie Silberman (Fora de Série) e os irmãos Carey e Shane Van Dyke (O Silêncio) mostra-se frágil e estapafúrdio. A primeira a desconfiar da realidade de Victory é Alice. Ela tem visões bizarras e não engole as respostas evasivas do marido, que descreve o sigiloso trabalho como "desenvolvimento de materiais de tecnologia de ponta". Para quebrar a rotina, as noites são marcadas por festas de arromba em confraternizações banhadas em álcool. Jack não se furta de agradar a esposa com muito sexo – a diretora se excede num tanto que é quase risível a derrubada geral de pratos, talheres e comidas em uma sequência em cima da mesa.

Não Se Preocupe, Querida

Tudo em Não Se Preocupe, Querida é uma questão de controle. Olivia Wilde também está no elenco como a vizinha de Alice, a quem tenta colocar de volta aos trilhos depois de alguns surtos que abalam a calmaria local. É louvável o desejo da cineasta criticar a masculinidade tóxica, a submissão feminina e sistemas totalitários, mas ela não tem domínio algum sobre a mescla de gêneros a que se propõe - se arrisca até na ficção científica e na ação, com uma perseguição ridícula. Atriz de filmes como A Vida em Si e O Caso Richard Jewell, Olivia estreou bem na direção com a comédia juvenil Fora de Série (2019), mas dá um belo escorregão em seu segundo longa. 




Trailer

Ficha Técnica

Título: Não Se Preocupe, Querida/Don't Worry Darling
Direção: Olivia Wilde
Duração: 122 minutos

País de Produção/Ano: EUA, 2022
Elenco: Florence Pugh, Harry Styles, Olivia Wilde, Chris Pine, Gemma Chan, Nick Kroll
Distribuição: Warner Bros.

Garanta seu Ingresso!
Ingresso.com

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!