terça, 11 de maio de 2021

Greed: A Indústria da Moda


Greed: A Indústria da Moda
Assista Agora!
Youtube Google Play NET NOW iTunes Looke HBO GO

Dentre as muitas qualidades da cinematografia britânica, estão certamente o refinado humor negro, a crítica mordaz, os ótimos roteiros e o talento inegável, tipo exportação, de seus realizadores, atores e atrizes. O diretor Michael Winterbottom (Bem-Vindo a Sarajevo) certamente é um deles, com seu olhar engajado, às vezes irônico, quase sempre analítico de modismos e crises de apelo social mundial, ou de impacto em seu país.

Com Greed: A Indústria da Moda, Winterbottom volta-se para os bastidores do fast fashion, a moda popular dos grandes magazines, na sétima colaboração com o ator Steve Coogan (O Gênio e o Louco). Coogan interpreta Sir Richard McCreadie, magnata trilionário investigado pelo parlamento acerca de fortes suspeitas de sonegação de impostos e exploração da mão-de-obra, entre outras. O personagem foi inspirado no empresário Philip Green, do grupo Arcadia, dono de marcas como Topshop, Burton e Wallis, que inclusive declarou a falência de seu conglomerado em dezembro de 2020.

Para despistar a mídia da crise de imagem, McCreadie decide fazer uma festa megalomaníaca em Mikonos, na Grécia, no seu aniversário de 60 anos. Com direito à tumultuada construção de uma parte do Coliseu e um leão feroz para reencenar a célebre sequência do filme O Gladiador. Ele quer expulsar a todo custo os refugiados sírios acampados na praia da mansão, e aceita a sugestão de contratar sósias das celebridades que não param de cancelar a presença no evento. Enquanto isso, sua ex-mulher, Samantha (Isla Fisher, Vizinhos Nada Secretos), sócia-fantasma dos negócios da família, residente no paraíso fiscal de Mônaco, tenta seduzi-lo. Já o filho do casal, Finn (Asa Butterfield, série Sex Education), é acometido do desejo edípico de se vingar do pai.

Winterbottom narra o filme em tom de mocumentário com flashbacks para reconstruir a agressiva, ambiciosa e imoral trajetória do bilionário. É uma vida indissociável do glamour e da veleidade do mundo da moda, segundo apura Nick (David Mitchell), o jornalista culto e paspalhão contratado para escrever a biografia de McCreadie. O enredo aciona um inteligente efeito borboleta com Amanda (Dinita Gohil, Boneco de Neve), assistente da equipe de eventos, cujo passado familiar está tragicamente ligado ao regime escravagista imposto pelo magnata no sudeste asiático em busca do lucro máximo.

Desta vez, com a tradicional excelência da produção britânica, Winterbottom escolheu a sátira e o drama para denunciar os abusos, éticos e estéticos, egocêntricos e sociais da indústria fashion. O cineasta foi "orientado", por parte dos financiadores de Greed: A Indústria da Moda, a retirar os nomes das grandes marcas que praticam salários baixíssimos em fábricas de confecção asiáticas, e de celebridades que movimentam o tradicional ciclo vicioso, apesar do discurso progressista. Ainda assim, nos créditos finais há números oficiais que comprovam os disparates econômicos que a alimentam.




Trailer

Ficha Técnica

Título: Greed: A Indústria da Moda/Greed
Direção: Michael Winterbottom
Duração: 104 minutos

País de Produção/Ano: Reino Unido, 2019
Elenco: Steve Coogan, Isla Fisher, Dinita Gohil, David Mitchell, Asa Butterfield, Shirley Henderson
Distribuição: Sony Pictures

Assista Agora!
Youtube Google Play NET NOW iTunes Looke HBO GO

Compartilhe!

Fátima Gigliotti

Fátima Gigliotti

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista, editora, professora (não muito), crítica (chatinha) de cinema e audiovisual. Trabalhou no jornal A Folha de São Paulo, na coleção Cinemateca Veja, nas revistas TVA, Ver Vídeo, Set, Querida e Preview.

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!