sábado, 06 de março de 2021

Mostra SP: Shirley


Mostra SP: Shirley
Assista Agora!
Mostra Play

Martin Scorsese é um dos produtores executivos da adaptação do romance de Susan Scarf Merrell, sobre a autora de terror e mistério Shirley Jackson (1916-1965). É dela A Maldição da Residência Hill, cuja versão em minissérie abriu a antologia de casas assombradas criada por Mike Flanagan para a Netflix. Vale a pena dar um Google para ver imagens da verdadeira e ter noção da bela composição que Elisabeth Moss (O Homem Invisível) faz da escritora em Shirley.

A história fictícia se passa em 1964. Shirley está deprimida e com bloqueio criativo quando o marido, o crítico literário e professor universitário Stanley Edgar Hyman (Michael Stuhlbarg, Me Chame Pelo Seu Nome) hospeda um jovem casal na residência deles em North Bennington, no estado de Vermont. Fred (Logan Lerman, série Hunters) e Rose (Odessa Young, A Filha) esperam um filho, mas ela tinha esperança de assistir a algumas aulas enquanto o marido trabalha como assistente de Hyman. Ledo engano. Com Shirley em crise, o anfitrião pede que Rose se ocupe com tarefas domésticas e fique de olho na mulher.

Esse arranjo abre as portas para a cineasta Josephine Decker dissecar o machismo no ambiente intelectual, com mestres à solta sobre as alunas enquanto escritoras de talento ficavam inativas e relegadas ao lar – uma realidade que A Esposa retrata muito bem. No caso de Shirley, porém, Hyman ainda lança boatos de que ela estaria mal das ideias. Que nada. A presença de Rose e o caso de uma jovem desaparecida na região (este verídico) faz com que deslanche na produção de um romance.

O que Fred e Rose custam a perceber é que são peças de um sádico jogo de manipulação dos Hyman, que enredam os hóspedes em suas próprias neuroses. Por outro lado, há também em Shirley uma insuspeita e auspiciosa sororidade entre essas duas mulheres diminuídas e publicamente traídas por seus pares. Rose e Shirley travam um instigante pacto físico e intelectual, que pode dar fruto a um livro genial e decretar a emancipação emocional de futura mãe. As metafóricas sequências finais são especialmente significativas.




Trailer

Ficha Técnica

Título: Shirley
Direção: Josephine Decker
Duração: 107 minutos

País de Produção/Ano: EUA, 2020
Elenco: Elisabeth Moss, Odessa Young, Michael Stuhlbarg
Distribuição: Mostra SP

Assista Agora!
Mostra Play

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!