quinta, 26 de novembro de 2020

A Maldição da Mansão Bly


A Maldição da Mansão Bly
Assista Agora!
Netflix

Não é preciso ter visto A Maldição da Residência Hill para assistir à segunda parte da antologia das mansões assombradas criadas por Mike Flanagan para a Netflix. Diretor e roteirista da recente adaptação de Stephen King, Doutor Sono, Flanagan é especialista no gênero. Desta vez foi buscar inspiração no romance gótico de Henry James (1843-1916), A Volta do Parafuso, para realizar A Maldição da Mansão Bly.

Conhecido também por dramas românticos que renderam filmes de época como Retratos de uma Mulher e Asas do Amor, o escritor tem uma literatura descritiva que deve ter ajudado Flanagan a compor a mansão inglesa que se torna palco de fantasmagóricas aparições. Seu maior acerto? Abrir mão dos sustos fáceis e investir no suspense. Transposta do fim do século 19 para os anos 80, a história é narrada por uma mulher misteriosa (Carla Gugino, Terremoto: A Falha de San Andreas). Descobrir sua identidade é uma das muitas charadas lançadas pelos 9 episódios.

Começa com a chegada da americana Dani (Victoria Pedretti, série Você) à Inglaterra, onde é contratada para ser tutora dos órfãos Flora (Amelia Bea Smith) e Miles (Benjamin Evan Ainsworth), cujos pais morreram tragicamente. As crianças vivem isoladas em um casarão no interior do país, apenas com o apoio da governanta, do cozinheiro e da jardineira. Não demora e Dani sente a energia pesada do lugar, já que ela mesma traz consigo um bizarro “encosto”, na forma de um jovem de óculos brilhantes que sempre aparece atrás dela no reflexo dos espelhos.

A minuciosa direção de arte ocupa a mansão Bly com toda sorte de signos macabros: casa de boneca, porão e ala proibida, até quadros, joias antigas e um lago enevoado. Cada episódio foca em um personagem. Se por um lado o recurso facilita o trâmite entre presente e passado, por outro deixa pontas soltas. No caso da protagonista, Dani, por exemplo, o sumiço mal explicado do fantasma que usa óculos.

Os melhores capítulos estão na etapa final, com enredos rebuscados que usam o terror para refletir sobre memória, apego, amor e sacrifício. Flanagan escala atores do elenco de Residência Hill em novos personagens. Sinal de que está formando sua própria trupe. Que venha a próxima casa mal-assombrada.




Trailer

Ficha Técnica

Título: A Maldição da Mansão Bly/The Haunting of Bly Manor
Direção: Mike Flanagan
Duração: 55 minutos

País de Produção/Ano: EUA, 2020
Elenco: Victoria Pedretti, Oliver Jackson-Cohen, Amelia Eve, Carla Gugino, Henry Thomas, TNia Miller, Rahul Kohli, Tahirah Sharif, Amelie Bea Smith, Benjamin Evan Ainsworth
Distribuição: Netflix

Assista Agora!
Netflix

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!