segunda, 26 de outubro de 2020

Aos Olhos de Ernesto


Aos Olhos de Ernesto
Assista Agora!
NET NOW Vivo Play

Aos 78 anos, o fotógrafo aposentado Ernesto (Jorge Bolani, Meu Mundial - Para Vencer Não Basta Jogar) está perdendo a visão. Uruguaio enraizado em Porto Alegre, viúvo e solitário, não quer saber de morar com o filho Ramiro (Julio Andrade, Sob Pressão) em São Paulo. Então quando conhece Bia (Gabriela Poester, Disforia), no frescor dos 23 anos, olhos e vida de cachorro abandonado. Ernesto a acolhe com sua maturidade, e as qualidades e defeitos dela, inicialmente para ler e escrever as cartas que recebe da namorada de infância, Lucia (Gloria Demassi).

Bia entende o “portunhol” de Ernesto, mas não sabe ler ou escrever o espanhol das cartas. Não precisa, porque nesses momentos são as vozes de Lucia e Ernesto que se sobrepõem, criando uma polifonia capaz de atravessar o tempo e o espaço, do passado e do presente, e descortinar um futuro inesperado. É um recurso cênico delicado e comovente, a mais pura tradução de Aos Olhos de Ernesto, que recobre uma multiplicidade de sentidos sem jamais perder a coesão, o humor e a suavidade.

Ernesto e seu vizinho e amigo Javier (o argentino Jorge D'Elía, O Abraço Partido) são os imigrantes que se tornaram tão gaúchos quanto os porto-alegrenses, até para reclamar da parca aposentadoria. A zelosa e intrometida faxineira Cristina (Áurea Baptista), no fundo, é a cuidadora informal de Ernesto. Ramiro é o filho incapaz de vencer a teimosia do pai, o que não lhe deixa menos preocupado. Nesse desenho habitual da terceira idade, o extraordinário se impõe com a chegada de Bia, que reascende em Ernesto não apenas seu amor pelos livros, pela música, pelos prazeres da vida, mas a nostalgia das utopias da juventude.    

A roteirista e diretora Ana Luiza Azevedo (Antes Que O Mundo Acabe, a série Doce de Mãe) é sócia da produtora do filme, a gaúcha Casa de Cinema de Porto Alegre, ao lado de Jorge Furtado (O Homem que Copiava), um de seus parceiros no roteiro, que contou com a consultoria do escritor cubano Senel Paz (Morango e Chocolate). A cineasta inspirou-se na vida do fotógrafo italiano Luigi Del Re, cujas fotos e equipamentos foram utilizados pela competente direção de arte do filme.

Se há algumas inconsistências no roteiro, o brilho do elenco as ameniza, tanto que Aos Olhos de Ernesto recebeu o prêmio da crítica na 43ª Mostra de Cinema de São Paulo, e do público, no 23º Festival Internacional de Cine de Punta del Este, no qual Bolani foi escolhido melhor ator. A talentosa cineasta disse, com propriedade, que seu filme porta a melancolia, o lirismo e o humor tão presentes na literatura do escritor uruguaio Mario Benedetti, cujo poema Por que Cantamos é declamado por Ernesto numa sequência em que jovens e idosos se irmanam na arte urbana.




Trailer

Ficha Técnica

Título: Aos Olhos de Ernesto
Direção: Ana Luiza Azevedo
Duração: 123 minutos

País de Produção/Ano: Brasil, 2019
Elenco: Jorge Bolani, Gabriela Poester, Jorge d Elia, Julio Andrade, Glória Demassi, Áurea Baptista, Marcos Contreras
Distribuição: Elo Company

Assista Agora!
NET NOW Vivo Play

Compartilhe!

Fátima Gigliotti

Fátima Gigliotti

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista, editora, professora (não muito), crítica (chatinha) de cinema e audiovisual. Trabalhou no jornal A Folha de São Paulo, na coleção Cinemateca Veja, nas revistas TVA, Ver Vídeo, Set, Querida e Preview.

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!