domingo, 24 de janeiro de 2021

O Hospedeiro


O Hospedeiro
Assista Agora!
Netflix

Foi com a conjugação autoral de excelência narrativa e crítica social de O Hospedeiro, que Bong Joon Ho conquistou definitivamente o sucesso nacional e internacional. Quando lançada em 2006, a produção foi a mais lucrativa da história da Coreia do Sul e se destacou na temporada de prêmios e no circuito de festivais. Uma recepção no mínimo curiosa para um típico filme de monstro, à primeira vista parente próximo dos famosos Godzilla ou Ultraseven dos vizinhos japoneses.

O Hospedeiro é filme de monstro, mas também drama comovente, suspense de roer as unhas com ação ininterrupta, combinados numa inteligência plástica de referências clássicas e criatividade que só um exímio artesão cinematográfico daria conta de articular. E sem se perder no fluxo narrativo, no labirinto dos elementos de gênero ou no propósito alegórico de ácido comentário político-social da contemporaneidade. Tudo isso encrustado na trama clássica do resgate de uma criança das garras de um monstro horrendo pela família ordinária, que se torna heroica frente à ineficiência geral das instituições – todas elas.

Mais admirável ainda é que Bong Joon Ho tenha se inspirado em casos reais: a notícia de um peixe mutante e o “incidente” ambiental da desova de substância tóxica, ambos no rio Han, que atravessa Seul. O filme abre com um cientista norte-americano de uma base militar dos Estados Unidos na Coreia do Sul, obrigando seu assistente coreano a despejar frascos e frascos de formaldeído vencido na pia, que vai dar no esgoto e no rio. A aberração monstruosa que sai do Han e ataca sobretudo os jovens leva consigo, para os esgotos da cidade onde se abriga, a pequena Hyun-seo (Ko Asung, Expresso do Amanhã), filha do apatetado Gang-Doo (Kang-ho Song, O Advogado), que trabalha no trailer-mercadinho do pai (Hee-Bong Byun, Okja), próximo do rio.

O verdadeiro show de horror, na mira da ironia fina do cineasta, é o desfile de absurdos praticados pelo governo, pela comunidade internacional e a imprensa nas ações para eliminar o monstro. Tantos, que a família se reúne para salvar Hyun-seo, contando com o irmão de Gang-Doo, estudado, desempregado e ativista político, e a irmã, atleta de arco-e-flecha. Da criatura feita em computação gráfica pelos estúdios de Peter Jackson (O Senhor dos Anéis) à sofisticada câmera (e a trilha sonora) operística de Bong Joon Ho, o que se assiste é o desmonte apocalíptico de uma civilização, que leva para o seu abismo a pureza, a inocência e a vida de tantas Hyun-seo.




Trailer

Ficha Técnica

Título: O Hospedeiro/Gwoemul
Direção: Bong Joon Ho
Duração: 120 minutos

País de Produção/Ano: Coreia do Sul, 2006
Elenco: Kang-ho Song, Hee-Bong Byun, Hae-il Park, Doona Bae, Ko Asung, Paul Lazar
Distribuição: Imagem Filmes

Assista Agora!
Netflix

Compartilhe!

Fátima Gigliotti

Fátima Gigliotti

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista, editora, professora (não muito), crítica (chatinha) de cinema e audiovisual. Trabalhou no jornal A Folha de São Paulo, na coleção Cinemateca Veja, nas revistas TVA, Ver Vídeo, Set, Querida e Preview.

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!