domingo, 25 de outubro de 2020

Solteira Quase Surtando


Solteira Quase Surtando
Assista Agora!
NET NOW Vivo Play iTunes Youtube

É inegável que o cinema nacional abrasileirou a comédia de situações. Emprestou elementos da popular sitcom norte-americana e agregou temas, cores e o escracho típico do lado debaixo do Equador. Também seguiu o padrão de um razoável descuido dramático e técnico, a ser compensado por um elenco carismático capaz de fazer rir. É a fórmula consagrada nas bilheterias por Paulo Gustavo, na trilogia Minha Mãe e uma Peça, Os Homens São de Marte... E é pra Lá que Eu Vou! e Minha Vida em Marte.

Aliás, como Mônica Martelli da dobradinha “marciana”, Mina Nercessian (Dark Amazon) acumula os papéis de produtora, roteirista e protagonista de Solteira Quase Surtando. Da mesma forma como Fernanda, personagem de Mônica, Beatriz (Mina) está à procura do homem ideal e seu maior aliado é o amigo gay e colega de trabalho Ravi (Leandro Lima, da série Coisa Mais Linda). Mas os motivos de Beatriz são diferentes.

Profissional bem-sucedida e acelerada, ela prefere crushes ocasionais a compromissos afetivos e vive muito bem assim, até descobrir que o atraso na menstruação não é sinal de gravidez, mas de menopausa precoce – diagnóstico que na última década tem aumentado consideravelmente. Exceção à regra, com seus 35 anos, Beatriz tem seis meses para encontrar o amor e engravidar, já que foi tomada de supetão pelo chamado do tal relógio biológico maternal.

Ela vai então à caça, no maravilhoso cenário do Rio de Janeiro, com as preciosas dicas de Ravi, o apoio da irmã Gabriela (Leticia Birkheuer, Malhação) e as rezas da avó. No meio da empreitada de Beatriz há o drama de Ravi, que não saiu do armário para o pai conservador (Stepan Nercessian, Chacrinha: O Velho Guerreiro), e de Gabriela, aspirante a escritora que abandonou a carreira para cuidar dos filhos e cujo marido anda pulando a cerca. Como se vê, há muito de anacrônico na proposta de felicidade do filme e nos diálogos que a invocam, algo que a direção e a edição não ajudam a disfarçar. Mas não se pode dizer que Solteira Quase Surtando foge à fórmula. 




Trailer

Ficha Técnica

Título: Solteira Quase Surtando
Direção: Caco Souza
Duração: 80 minutos

País de Produção/Ano: Brasil, 2020
Elenco: Mina Nercessian, Leandro Lima, Letícia Birkheuer, Stepan Nercessian, Gui Agustini, William Vita, Beth Zalcman, Tuna Dwek, Daniele Valente, Rafael Infante
Distribuição: Anagrama Filmes

Assista Agora!
NET NOW Vivo Play iTunes Youtube

Compartilhe!

Fátima Gigliotti

Fátima Gigliotti

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista, editora, professora (não muito), crítica (chatinha) de cinema e audiovisual. Trabalhou no jornal A Folha de São Paulo, na coleção Cinemateca Veja, nas revistas TVA, Ver Vídeo, Set, Querida e Preview.

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!