quinta, 21 de janeiro de 2021

O Paraíso Deve Ser Aqui


O Paraíso Deve Ser Aqui
Assista Agora!
NET NOW Vivo Play Google Play Youtube iTunes

A realidade se descortina de maneira peculiar em O Paraíso Deve Ser Aqui, uma pérola do cinema palestino que ganhou Menção Especial do Júri em Cannes 2019, mas não entrou na lista de pré-finalistas ao Oscar 2020 de filme internacional. Detalhes. O cineasta Elia Suleiman faz como o iraniano Jafar Panahi (3 Faces), que tem protagonizado seus filmes como ele mesmo, mas o palestino segue o estilo do humor de Buster Keaton – o homem que nunca ri – e do impagável Sr. Hulot, criado e interpretado por Jacques Tati.

Há uma década, ele montou um mosaico autobiográfico em O que Resta do Tempo, com quatro episódios que marcaram a trajetória de sua família em Nazaré, Israel, da década de 40 aos dias atuais. Em O Paraíso Deve Ser Aqui, Suleiman volta a trabalhar com esquetes, para desta vez examinar o que se pode chamar de “o absurdo estado das coisas”. Nas raras ocasiões em que fala durante o filme, o diretor pergunta a um leitor do tarô se a Palestina será, afinal, reconhecida como país. “Sim, mas não no meu e no seu tempo”, ouve com olhar resignado.

Há uma aura melancólica nesse personagem que pouco fala e muito diz, mas O Paraíso Deve Ser Aqui é comédia irônica e refinada. O fio narrativo que entrelaça as inúmeras gags envolve a viagem de Suleiman a Paris e Nova York, atrás de financiamento para seu novo filme. Na Cidade Luz, sentado em um café, observa curioso as mulheres andarem com os cabelos ao vento, e acompanha estupefato uma surreal disputa por cadeiras em um parque. O ser humano é bizarro, disso Suleiman não tem dúvida. Há momentos pitorescos, e simbólicos, como o do passarinho que invade o quarto de hotel e não o deixa trabalhar, assim como as trapalhadas de uma tecnológica força policial francesa.

Na Big Apple, o taxista trata o palestino como espécie rara. O segmento mais divertido em Nova York é o fortuito encontro com Gael García Bernal (Estas Me Matando Suzana) no prédio de uma produtora de cinema. Suleiman escuta o astro mexicano falar ao celular sobre a estranha ideia de que um filme sobre figuras históricas do México seja falado em inglês. O diretor não perdoa o egocentrismo ianque, mas faz humor com sutileza. Talvez a imagem do vizinho que invade seu quintal em Nazaré, para podar e regar seu limoeiro, seja o mais perto do otimismo que o cineasta chega quanto ao futuro da humanidade. Não é à toa que esse respingo de ternura aconteça no seu lar, na sua palestina.  




Trailer

Ficha Técnica

Título: O Paraíso Deve Ser Aqui/It Must Be Heaven
Direção: Elia Suleiman
Duração: 97 minutos

País de Produção/Ano: Palestina/França/Qatar/Alemanha/Canadá/Turquia, 2019
Elenco: Elia Suleiman, Tarik Kopty, Kareem Ghneim, Gael García Bernal
Distribuição: Imovision

Assista Agora!
NET NOW Vivo Play Google Play Youtube iTunes

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!