quinta, 25 de fevereiro de 2021

A Batalha das Correntes


A Batalha das Correntes
Assista Agora!
Google Play iTunes

A história dos conturbados bastidores da implementação da eletricidade nos Estados Unidos, após sua invenção por Thomas Edison em 1879, chega aos cinemas na “versão do diretor” Alfonso Gomez-Rejon (Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer), dois anos após a estreia mundial no Festival de Toronto. A razão? Os conturbados bastidores da produtora do filme, Weinstein Company – as acusações de abuso contra Harvey Weinstein levaram a empresa à falência. O acervo foi adquirido pela Lantern Capital, responsável pelo lançamento internacional de A Batalha das Correntes.

A empreitada do roteirista Michael Mitnick (O Doador de Memórias) era colossal, já que se trata de um dos momentos mais efervescentes e profícuos da história moderna, um grande marco da ciência e um de seus mais notórios embates de genialidade e personalidade. De um lado, o irrequieto, visionário e difícil Thomas Edison (Benedict Cumberbatch, Sherlock), do outro, o ponderado e ambicioso homem de negócios George Westinghouse (Michael Shannon, Entre Facas e Segredos). E entre eles, o – para muitos, injustiçado – cientista sérvio Nikola Tesla (Nicholas Hoult, Tolkien).

A disputa principal era sobre o sistema de distribuição e seus lucros comerciais, claro. Edison o queria por corrente contínua, enquanto Westinghouse, o então magnata do gás, por corrente alternada. O inventor tem a seu lado um colaborador bem mais “civilizado”, o jovem Samuel Insull (Tom Holland, Homem-Aranha: Longe de Casa). O empresário conta com o engenheiro elétrico, também inventor, Franklin Pope (Stanley Townsend), e o constante estímulo da ambiciosa esposa Marguerite (Katherine Waterston, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald). Já Tesla, imigrante solitário, tinha os olhos no futuro, na geração de energia hidrelétrica.

Menos iluminado do que pretendia e se esperava, o roteiro dá cabo de situar o embate, sugerir a motivação dos personagens principais e sua rivalidade, mas não se aprofunda na complexidade das suas personalidades, das relações entre eles e nem do momento capital para a história da civilização. Entretanto, a luxuosa reconstituição de época e o elenco de talentos inquestionáveis à disposição de Gomez-Rejon lhe permitiram um feito: com seu peculiar jogo de lentes e enquadramentos, e o aproveitamento inteligente das qualidades da produção à sua disposição, o diretor realizou não apenas um necessário resgate histórico como o colocou no centro de um jogo de egos, ambições e poder talvez familiar demais à nossa conturbada contemporaneidade. Um olhar crítico necessário e, às vezes, dolorosamente cruel.




Trailer

Ficha Técnica

Título: A Batalha das Correntes/The Current War
Direção: Alfonso Gomez-Rejon
Duração: 102 minutos

País de Produção/Ano: EUA, 2017
Elenco: Benedict Cumberbatch, Michael Shannon, Tom Holland, Nicholas Hoult, Katherine Waterston, Matthew Macfadyen, Stanley Townsend, Tuppence Middleton
Distribuição: Diamond Films

Assista Agora!
Google Play iTunes

Compartilhe!

Fátima Gigliotti

Fátima Gigliotti

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista, editora, professora (não muito), crítica (chatinha) de cinema e audiovisual. Trabalhou no jornal A Folha de São Paulo, na coleção Cinemateca Veja, nas revistas TVA, Ver Vídeo, Set, Querida e Preview.

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!