quarta, 02 de dezembro de 2020

Todo o Dinheiro do Mundo


Todo o Dinheiro do Mundo
Assista Agora!
iTunes Google Play Youtube

Eram 3 horas da madrugada de 10 de julho de 1973, quando o adolescente de 16 anos foi sequestrado na Piazza Farnese, em Roma. John Paul Getty III era um dos netos do magnata do petróleo J. Paul Getty, na época o homem mais rico do mundo. Só que o vovô “Tio Patinhas” se recusou a pagar o resgate de US$ 17 milhões. Esse é um dos focos de Todo o Dinheiro do Mundo, de Ridley Scott. O outro ponto é a controversa substituição de Kevin Spacey por Christopher Plummer quando as filmagens estavam praticamente terminadas. No meio do terremoto das acusações de assédio sexual contra o astro de House of Cards, o cineasta achou mais seguro refilmar todas as cenas do personagem a arriscar ter seu filme boicotado por público e mídia. Assim foi feito e a indicação ao Oscar de Plummer como coadjuvante é prova de que Scott estava certo, pois o ator era sua escolha original.

O filme é bom, não ótimo. Há uma frieza incômoda, que mantém o público distanciado a ponto de não criar empatia e nem se deixar cativar pelos personagens. Michelle Williams, que interpreta Gail, a mãe do rapaz, é excelente atriz dramática, mas Scoot parece puxar o freio nas cenas mais densas, talvez para evitar o melodrama. Só que a emoção dessa mãe é comedida demais para a gravidade da situação. Mark Wahlberg faz a sua parte como um ex-agente da CIA enviado pelo vovô mesquinho para ajudar Gail nas investigações. Um dos acertos do roteiro é não forçar a barra e forjar um romance entre eles.

No cativeiro em uma região montanhosa, Getty III (vivido por Charlie Plummer, sem parentesco com o veterano) tem o apoio de um dos criminosos, de codinome Cinquanta (Romain Duris), e esse é o personagem mais autêntico da história. Não dá para colocar Todo o Dinheiro do Mundo no patamar de Blade Runner, Caçador de AndroidesGladiador ou Alien, O Oitavo Passageiro. Há uma sequência impressionante, que mudou os rumos do sequestro, mas o único momento realmente catártico tem Plummer no melhor estilo Cidadão Kane, com Getty transtornado pela dor. O filme é dele. 

 




Trailer

Ficha Técnica

Título: Todo o Dinheiro do Mundo/All the Money in the World
Direção: Ridley Scott
Duração: 132 minutos

País de Produção/Ano: Reino Unido/EUA/Itália, 2017
Elenco: Michelle Williams, Christopher Plummer, Mark Wahlberg, Romain Duris, Charlie Plummer, Timothy Hutton
Distribuição: Diamond Films

Assista Agora!
iTunes Google Play Youtube

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!