sexta, 26 de fevereiro de 2021

O Mistério do Gato Chinês


O Mistério do Gato Chinês
Assista Agora!
Youtube Vivo Play NET NOW Looke Google Play iTunes

O chinês Chen Kaige é o cineasta das imagens suntuosas e histórias épicas de guerra, amor e honra. Com Adeus, Minha Concubina (1993) foi indicado ao Oscar de filme estrangeiro e levou a Palma de Ouro em Cannes – dividida com O Piano. Depois vieram filmes não menos grandiosos como O Imperador e o Assassino (1998), A Promessa (2005) e O Sacrifício (2010). Uma carreira meio errante, é verdade, mas que tem o mérito de transportar o público para a China de ontem e hoje.

O Mistério do Gato Chinês se passa há mais de mil anos, durante a Dinastia Tang. Dois jovens, um poeta e um monge, unem-se para investigar estranhos crimes na alta corte, que culminam com a morte da esposa de um general, atacada por um gato demoníaco (?!). Na busca por pistas, eles descobrem que o bichano pode estar ligado a uma tragédia envolvendo uma concubina décadas atrás.

O enredo é uma adaptação do romance do japonês Baku Yumemakura, e há toda uma simbologia do folclore asiático difícil de ser assimilada pelo público brasileiro. É como fazer um longa do Sítio do Pica-Pau Amarelo e lançar internacionalmente sem explicar quem é a Cuca ou o Saci Pererê. Além do gato sinistro, há o rapaz que se transforma em garça, um personagem com o qual os fãs de Kung Fu Panda podem se identificar.

A trama é confusa, embora curiosa, mas o visual é um espetáculo. Chen Kaige produz verdadeiras pinturas com cenários e figurinos luxuosos. O Mistério do Gato Chinês ganhou diversos troféus no circuito de prêmios asiático. Mais um sinal de que o público de lá tem o estofo cultural para apreciá-lo melhor.




Trailer

Ficha Técnica

Título: O Mistério do Gato Chinês/Kûkai
Direção: Chen Kaige
Duração: 129 minutos

País de Produção/Ano: China/Japão, 2017
Elenco: Xuan Huang, Shôta Sometani, Yuqi Zhang
Distribuição: PlayArte

Assista Agora!
Youtube Vivo Play NET NOW Looke Google Play iTunes

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!