quarta, 03 de março de 2021

Um Ato de Esperança


Um Ato de Esperança
Assista Agora!
Vivo Play NET NOW Youtube Looke Google Play iTunes

A juíza da Suprema Corte Britânica Fiona Maye (Emma Thompson) recebe duas bombas no mesmo dia. A primeira vem do marido, Jack (Stanley Tucci), que se diz negligenciado por ela e por isso decidiu ter uma amante. A segunda vem do trabalho, uma pendenga polêmica entre um hospital e Adam (Fionn Whitehead), jovem paciente com leucemia que, por ser Testemunha de Joevá, se recusa a receber a transfusão de sangue que pode salvá-lo.

Esse período tempestuoso seria ainda mais caótico se Fiona não contasse com seu fiel assistente Nigel (Jason Watkins), um tipo sui generis que dá leveza a essa narrativa dramática. As decisões que a juíza toma, tanto na esfera jurídica quanto na pessoal, têm consequências e transformam sua posição diante da vida – até então um universo pragmático, pouco emotivo, mas aparentemente seguro, que ela forjou para si.

É preciso ser uma grande atriz para tornar cativante essa mulher seca e autocentrada. Emma Thompson investe na elegância – não confunda com frieza – e traz à tona camadas inesperadas de Fiona, cuja casca de austeridade se revela mais frágil do que ela gostaria.

O diretor Richard Eyre tem apreço por personagens complicadas, como as de Iris (2001) e Notas Sobre Um Escândalo (2006). Sua base aqui é o romance A Balada de Adam Henry, adaptado pelo próprio autor, Ian McEwan, o mesmo de Desejo e Reparação. Um Ato de Esperança é filme de gente grande, sobre certas encruzilhadas que fazem mais sentido para quem já viveu um tantinho.




Trailer

Ficha Técnica

Título: Um Ato de Esperança/The Children Act
Direção: Richard Eyre
Duração: 105 minutos

País de Produção/Ano: Reino Unido/EUA, 2017
Elenco: Emma Thompson, Stanley Tucci, Fionn Whitehead, Ben Chaplin, Jason Watkins
Distribuição: A2 Filmes

Assista Agora!
Vivo Play NET NOW Youtube Looke Google Play iTunes

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!