sexta, 22 de janeiro de 2021

O Conto das Três Irmãs


O Conto das Três Irmãs
Assista Agora!
Vivo Play NET NOW Supo Mungam Plus

A Turquia também tem suas Adoráveis Mulheres, e elas se chamam Reyhan (Cemre Ebuzziya), Nurhan (Ece Yüksel) e Havva (Helin Kandemir). As três irmãs são de uma antiga aldeia nas montanhas da Anatólia e, assim como o quarteto do clássico romance de Louisa May Alcott, querem mais da vida do que a sociedade machista e patriarcal desenhou para elas. Em tom de fábula, mas com os pés fincados no chão, o roteirista e diretor Emin Alper (O Informante) atesta que seu século 21 têm muito mais em comum com o século 19 da escritora norte-americana do que deveria.

O Conto das Três Irmãs é uma história de sororidade, e ela começa com o retorno de Havva à casa do pai viúvo. Ali está também a primogênita Reyhan, agora mãe de um bebê e casada com um homem bronco que trabalha no pastoreio. O trio se completa com a chegada de Nurhan. Nenhuma delas está satisfeita com a situação e as razões pelas quais deixaram a vida na cidade e voltaram ao abrigo paterno no campo são reveladas com a mesma sutileza com que o cineasta pinta suas diferentes personalidades.

A cultura em que estão inseridas é tão enraizada que é curioso notar que o sonho de liberdade não é especialmente se libertar do jugo masculino. O que Reyhan, Nurhan e Havva almejam é o universo cosmopolita. Elas não querem o mesmo destino de uma senhora doida que passa os dias dando cambalhotas pelo pasto. Vale tudo para deixar a aborrecida rotina no campo, seja como filha adotiva, babá de crianças mimadas ou doméstica. Sempre envolvidas no preparo de refeições, as irmãs compartilham desejos, segredos e indiscrições. O papo aberto sobre sexo e o órgão masculino é o melhor.

O pai, Sevket (Müfit Kayacan), é um senhor dócil que encara com certo humor o espírito rebelde de suas filhotas. Ele é ciente, porém, do poder que tem sobre seus futuros. O que se vê é uma convivência harmoniosa que foge aos clichês de relações opressoras, mas que também não minimiza os desafios da independência feminina. Indicado ao Urso de Ouro de melhor filme e ao de Prata de melhor atriz (Cemre Ebuzziya) em Berlim 2019, O Conto das Três Irmãs aborda temas atemporais e universais com uma mescla equilibrada de lirismo e realismo, de urgência e calmaria. Palmas, muitas palmas.




Trailer

Ficha Técnica

Título: O Conto das Três Irmãs/Kiz Kardesler
Direção: Emin Alper
Duração: 108 minutos

País de Produção/Ano: Turquia/Alemanha/Holanda/Grécia, 2019
Elenco: Cemre Ebuzziya, Ece Yüksel, Helin Kandemir, Müfit Kayacan, Kayhan Açikgöz, Kubilay Tunçer
Distribuição: Supo Mungam

Assista Agora!
Vivo Play NET NOW Supo Mungam Plus

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!