sábado, 05 de dezembro de 2020

The Eddy


The Eddy
Assista Agora!
Netflix

The Eddy estreou na Netflix com Damien Chazelle como chamariz. Sua paixão por jazz rendeu os premiadíssimos Whiplash: Em Busca da Perfeição e La La Land: Cantando Estações, pelo qual se tornou o mais jovem artista a receber o Oscar de melhor diretor, aos 32 anos. Chazelle assina a produção-executiva e comanda os dois primeiros episódios, mas o verdadeiro criador da série é o inglês Jack Thorne (série His Dark Materials), autor dos oito capítulos. The Eddy não nasceu no papel, mas em um CD com canções originais compostas por Glen Ballard. Quatro vezes premiado com o Grammy, o produtor de Alanis Morissette e Katy Perry lançou a ideia de contar a história de um clube de jazz em Paris.

Foi ouvindo as músicas de Ballard que Thorne deu forma à história de Elliot Udo e sua banda no clube The Eddy. Interpretado por André Holland (série Castle Rock), o protagonista era astro do piano em Nova York, mas não toca em público desde uma perda familiar. Isso não o impede de ser um patrão exigente e crítico com seus músicos, em especial Maja (Joanna Kulig, de Guerra Fria), cantora polonesa de voz suave com quem tem um romance mal resolvido. Farid (Tahar Rahim, O Passado) é seu sócio e oposto. Entusiasta, sempre com uma palavra positiva para levantar o moral de todos, além de músico talentoso, Farid cuida dos pepinos financeiros do The Eddy.

Quem desembarca na França logo no primeiro episódio é Julie (Amandla Stenberg, de O Ódio que Você Semeia), a problemática filha adolescente de Elliot que adiciona mais tensão ao enredo. Uma tragédia abala o clube e coloca Elliot sob a mira do submundo e da polícia parisiense. Esse elemento policial se equilibra ao drama familiar, porque os membros do The Eddy formam uma típica família disfuncional. Tanto que cada episódio destaca um personagem, inclusive o clube em si. Interessante como a trama aborda o multiculturalismo, com o jazz raíz da comunidade negra americana reinventado por rappers muçulmanos na periferia da Cidade Luz.

The Eddy começa morno, mas logo encontra seu ritmo e tem um final de arrancar suspiros. É uma produção intimista nos sentimentos, porém registrada em estilo documental, com uma câmera inquieta que segue os passos dessa trupe tão desigual quanto unida. Com exceção de Joanna Kulig, os membros da banda são atores amadores e músicos profissionais na vida real. Assim como fez em La La Land, Damien Chazelle filmou as sequências musicais ao vivo e o efeito é orgânico, visceral. E o que falar da trilha sonora, magnífica ... Só ouvindo. 




Trailer

Ficha Técnica

Título: The Eddy
Direção: Damien Chazelle, Houda Benyamina, Laïla Marrakchi, Alan Poul
Duração: 55 minutos

País de Produção/Ano: Reino Unido/EUA/Alemanha, 2020
Elenco: André Holland, Joanna Kulig, Amandla Stenberg, Leila Bekhti, Tahar Rahim
Distribuição: Netflix

Assista Agora!
Netflix

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!