quarta, 29 de junho de 2022
Cinema Comédia Aventura

Cidade Perdida


Cidade Perdida
Garanta seu Ingresso!
Ingresso.com

Sandra Bullock ganhou o Oscar de melhor atriz em 2010 pelo drama biográfico Um Sonho Impossível. Mesmo ali, na pele da texana que adota o garoto negro e sem-teto que se torna um campeão do futebol americano, ela não dispensa o humor irônico e simpático com que pavimentou sua carreira. Depois das caras e bocas de sofredora nas produções da Netflix Bird Box (2018) e Imperdoável (2021), eis que a atriz e produtora elege a telona para seu retorno triunfal às comédias rasgadas. Em cartaz nos cinemas brasileiros, Cidade Perdida é um banquete de Sandra, que aos 57 anos esbanja energia em cenas de humor físico, ancoradas por piadas apimentadas de duplo sentido.

Cidade Perdida

A legítima “sessão da tarde” não seria a farra que é sem a química entre a estrela e seu par, Channing Tatum. Ela é Loretta Sage, autora best-seller de uma saga romântica. Ele é Alan, o modelo que ganhou fama por dar corpo – e cabelos! – ao herói nas capas dos livros. Loretta perdeu a inspiração e se isolou após a morte do marido, mas sua editora decide colocá-la em tour junto com o bonitão para divulgar o novo (e inacabado) capítulo. A saída da toca é a deixa para o vilão sequestrá-la. Interpretado por Daniel Radcliffe, o excêntrico explorador precisa que ela decifre escritas antigas sobre um tesouro na tal cidade perdida em que encena suas histórias. Quem vai salvá-la? Alan, claro.

Cidade Perdida

Há mais dois personagens hilários nessa estapafúrdia caça ao tesouro. O primeiro é o guru da meditação e expert em resgates interpretado por Brad Pitt, em participação pra lá de especial. O segundo é uma peça de roupa, o decotado e justo macacão de lantejoulas roxas que Loretta é obrigada a usar no evento do livro, e com o qual vai se meter nas maiores enrascadas no meio da selva. Sandra Bullock é mestra no gênero e tira todo o proveito do vestuário em cenas à beira do pastelão. Tatum entra no ritmo sem esforço, e ainda convence como galã romântico.

Cidade Perdida

Não é bom sinal quando um roteiro tem muitos autores, e neste caso são quatro. Além de dirigir, os pouco conhecidos irmãos Aaron e Adam Nee escrevem em parceria com Oren Uziel (Escape Room 2) e Dana Fox (Cruella), a partir de uma história de Seth Gordon (diretor de Quero Matar Meu Chefe). Podia dar uma caca danada. A trama é previsível do início ao fim, mas tem o mérito de se assumir como bobagem. Ninguém se leva a sério, e isso é ótimo. Há pouco tivemos as superproduções Jungle Cruise e Uncharted – Fora do Mapa, ambas com grande elenco e aventuras de caça ao tesouro. São bacaninhas, mas Cidade Perdida é mais divertida da trinca.




Trailer

Ficha Técnica

Título: Cidade Perdida/The Lost City
Direção: Aaron Nee, Adam Nee
Duração: 102 minutos

País de Produção/Ano: EUA, 2022
Elenco: Sandra Bullock, Channing Tatum, Daniel Radcliffe, Da Vine Joy Randolph, Brad Pitt
Distribuição: Paramount

Garanta seu Ingresso!
Ingresso.com

Compartilhe!

Suzana Uchôa Itiberê

Suzana Uchôa Itiberê

Posts do Autor

Cinéfila incorrigível, jornalista de plantão, crítica de cinema (não muito) chatinha e editora caprichosa. Cria do jornal O Estado de S. Paulo, trabalhou nas revistas TVA, Set, Istoé Gente e foi cofundadora da revista Preview. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Comentar

* Informação requerida
1000
Iamgem do Captcha

Comentários (0)

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!